quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

O Marítimo é que é importante

O Sporting não vai ser campeão. E não é por não ter ganho em Coimbra (ajudou, mas não foi aí que o título se foi). Ao perder na Luz, melhor, ao permitir que o Benfica conquistasse os 3 pontos naquelas situações, o Sporting demonstrou que ainda não consegue ser campeão. Depois, se observarmos o calendário do Sporting, o calendário do Benfica e a motivação de um em relação à incapacidade do outro, facilmente percebemos que a vitória estará longe de nos abraçar.

Mas o Sporting não "perde" o campeonato na Luz, nem em Coimbra. Tem vindo a perdê-lo desde há uns meses atrás. Quem viu o jogo com o Feirense, Leiria e Nacional, cedo percebeu que o um maus resultado em Coimbra não seria surpreendente.
O Sporting para vencer um Campeonato Nacional tem de ter (sempre) os melhores. Ou, pelo menos, o maior tempo possível. E isso não tem vindo a acontecer. O futebol é treino, táctica, modelos de jogo, capacidade técnica, motivação e, entre outras coisas mais, momento de forma dos jogadores. Os jogadores passam por vários momentos de forma (que conjuga a capacidade física, a motivação, a sorte, etc) durante a temporada. E, quando uns jogadores estão num processo descendente (que, posteriormente, será seguido de um novo trajecto ascendente), normalmente, existe outro jogador que compensa essa "descida de forma", mantendo a equipa equilibrada e, geralmente, na senda das vitórias. Pois o Sporting não tem esses jogadores que podem compensar as baixas de forma (normais) dos outros.

Capel, Schaars, Elias, André Santos e João Pereira já jogaram muito melhor do que estão a fazer actualmente. É compreensível. Mas, onde é que estão quem os possa substituir? Adaptações são remendos. Jovens com menos de 20 anos e menos de 6 meses de Europa ou 1ª equipa são pouco confiáveis e é injusto sobrecarregarem uma equipa e muita responsabilidade. Então, quem é que sobra? Ninguém.

Quando, em Coimbra (como em Famalicão e Roma), se tem de colocar alguém ofensivo nas laterais atacantes e coloca-se Evaldo (que até resultou, mas é um recurso facilmente anulável pelos adversários), percebe-se que falta muita coisa a este Sporting.
E é simples. Falta Rinaudo, Izmailov, Jefren, Rodriguez e Matías Fernandez. São cinco titulares. Só. Imaginem o Benfica sem Javi Garcia, Aimar, Gaitan e Bruno César (o Luisão tem estado fora). E, agora, imaginem, o Porto sem Otamendi, Fernando, James, Belluchi e Hulk. E imaginem estas ausências, ao mesmo tempo, durante vários meses (mais de 10 jogos). Haveria liderança no Campeonato para Benfica e Porto? Haveria 2ª fase da Liga dos Campeões? Tenho dúvidas...

O facto de ainda respirarmos é sinónimo da nossa qualidade e grande trabalho de Domingos e da sua equipa técnica. E este texto só pretende valorizar, ainda mais, esse trajecto. Aliás, estamos a cumprir aquilo que acho ser o necessário para esta fase da nossa evolução.

Nesta fase, o Sporting precisava de alternativas. Precisava que Capel e Wolfs não fossem tão importantes. Que a ausência de Elias ou Schaars não se fizesse notar sempre que não jogam. Mas, o que acontece, é que quando estes falham não há quem os substitua.

O Porto e Benfica estão na frente porque há quem compense as baixas de forma dos outros, outrora importantes. Há Nolito onde já houve Gaitan. Há Saviola onde já houve Bruno César. Há Cardozo onde já houve Rodrigo. Há Hulk onde já houve Kleber, Belluchi onde já houve James, etc, etc.


O próximo jogo é que é a nossa "praia". É aí que se pode tirar um título a sério, nesta época. Este sim, é o jogo mais importante do ano. Sejamos realistas, na Liga Europa, a nossa viagem já não terá muitas mais paragens (passando o Légia, virá um Porto que derrotou o Man City ou um City que, ao vencer o Porto, demonstra que quer ganhar a Liga Europa). A Taça da Liga? Bem, essa está feita sempre para os mesmos...

O Marítimo é o jogo. Equipa forte que se viu forçada a poupar jogadores no Dragão e que vê nesta prova o acesso à Europa. É este o jogo que temos de ganhar. E vamos jogá-lo, mais uma vez, sem muitos titulares e com jogadores longe da sua plenitude. Mas eu acredito.

4 comentários:

RP disse...

Estou totalmente de acordo com este post.Este é verdadeiramente o problema do Sporting nesta altura, a falta de alternativas ao abaixamento de forma de alguns jogadores(normal, até pela carga de jogos que têm nas pernas)e pelas lesões de outros ( veja-se o caso de Rinaudo, substituido pelo Daniel Carriço). Boas festas e SL

Virgílio disse...

Boas Festas, Cantinho.

SL

DaCosta disse...

boas, podem adiicionar o meu blog ao vosso blogroll?

http://leaorei.blogspot.com/

SL

Anónimo disse...

http://mastergroove2010.blogspot.com/2012/01/tudo-isto-em-vesperas-do-jogo-com-o.html