quarta-feira, 17 de setembro de 2014

O INATEL chegou à Champions League

 

O Sporting, mais uma vez pioneiro neste tipo de iniciativa.  
É muito bonito e é de louvar este lado mais social. Dar oportunidade de jogar em competições (e, já agora, em clubes) a quem nunca terá qualidade suficiente para o fazer, é uma atitude muito nobre. 
Este tipo de iniciativa é que devia ter destaque na SportingTv. Estou certo que o Presidente não deixará de destacar esta acção na sua próxima Hora do Presidente.

16 comentários:

Fabrício Braz disse...

Isto não é o Paulão e o Huaw quando jogavam na Naval 1o de Maio (pelo menos o equipamento é igual)?

Anónimo disse...

Aparentemente, a parceria com a Fund. Aragão Pinto já está a carburar.

Estes 500 mil a acrescer ao custo destes dois pinos entram no proximo R&C, certo?

Koba disse...

Cantinho, só mesmo tu para me fazeres rir...

Leão de Alvalade disse...

Cantinho,

só não me rio porque ainda me apetece chorar. Por mais que me convencesse que com aquela dupla nenhum jogo está ganho até estarem todos nas cabines, o que presenciamos foi ainda pior do que imaginava.

rodrigo.bernardo disse...

Eu nunca soube jogar de cabeça e tenho 2 tijolos nos pés mas acho que ainda dá para lá ir fazer um joguinho ou 2, queres fazer dupla comigo ou aprendeste a jogar?

Cantinho do Morais disse...

Fabrício,

Sinceramente não me recordo desses 2 que menciona. Só espero que mais ninguém tenha a ousadia de dizer mal do Polga e do Carriço (tão injustiçados que foram enquanto cá estiveram).

Anónimo,
bem lembrada, essa da parceria! Assim, parece que tudo faz mais sentido.

Koba,
Já vi uns quantos jogos do INATEL e, acredita, aqueles 2 iam passar um mau bocado, após fazerem aquela asneira (e todas as outras durante o jogo). Vamos rindo...

Leão,
Foi muito mau. O Maribor parecia um colosso, tal era a facilidade com chegavam à nossa baliza e criaram situações de perigo. Todo o jogo do Sporting é um vazio. 3 passes seguidos é uma Utopia. Nani vai andar motivado até quando? O que se vê nos treinos é isto? É muito preocupante.

Rodrigo,
Não é bonito vires aqui à minha casa perguntar se eu já aprendi a jogar. Claro que sim! Isso nunca esteve nem estará em causa :)
Seria uma boa dupla.
(e tu tens bom jogo de cabeça. Se houve bolas que eu vi saírem em velocidade negativa da cabeça de alguém, foi de ti)
grande abraço!

Tanaka disse...

A época passada foi um engano, não havia pressão, não tínhamos competições europeias, o próprio treinador era melhor. Na realidade tudo era mais fácil. Vinhamos da pior classificação da nossa história, fazer pior seria impossível. Esta época entramos com aspirações renovadas, a pré época correu bem, chegaram vários reforços que pensava que seriam aquisições cirúrgicas para a equipa A, e entretanto a ilusão vai-se esfumando, empate atrás de empate, o ambiente começa a ficar pesado e ainda vamos na 4ª jornada da liga e 1ª da LC, contra um adversário vulgar deixamos-nos empatar de forma tão inglória. O que aí vem parece muito um filme já visto em outros anos.

Anónimo disse...

O Inatel chegou à Champions, e a estupidez continua neste blog.

Anónimo disse...

O Inatel chegou à Champions, e a estupidez continua neste blog.

Cantinho do Morais disse...

Anónimo das 10:18,

volte sempre, nem que seja para manter a sua última premissa.

Anónimo disse...

Estupido = 'Falta de Inteligencia',
ora como não lhe dei argumento algum para me rotular de estupido, concluo pois que alem de estupidez o blog sofre de presunção

Jô disse...

O Cantinho, o LdA... Estão cá todos. Só falta mesmo o Revisor.

Todos em êxtase.

Uns dizem que Sarr e Maurício lembram o "Paulão e o Huaw", outros falam com saudosismo do "Polga e do Carriço" (!?), outros "riem-se" das desgraças do clube.

E quem os lê, pensa que foi um enxovalho, a verdadeira desgraça total e que, efetivamente, o "Maribor parecia um colosso, tal era a facilidade com chegavam à nossa baliza e criaram situações de perigo".

Ou ainda que "todo o jogo do Sporting é um vazio. 3 passes seguidos é uma Utopia"

E tudo isto como se o Sporting não tivesse dominado o jogo e não tivesse sido somente a equipa que mais remates fez à baliza adversária na primeira jornada da Champions League.

Ou como se 4 dias depois não estivesse a espetar 4 batatas em Barcelos com estes "dois pinos" em campo e seguramente sem fazer "3 passes seguidos".

Enfim... se um empate fora de portas na champions (algo que em qualquer uma das últimas 5 épocas seria um sonho para nós) é motivo para tanto pagode, quero ver quando houver um desaire a sério.

Venham de lá os polgas, os carriços e os videotons, que aí é que estávamos bem.


RG disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
RG disse...

Grande Jô,

Incrível é a tamanha estupidez que o senhor debita!

Primeiro fala em domínio de jogo, quando pelo que se vê, para si domínio de jogo é rematar mais ( mesmo que poucas vezes tenham sido com perigo ). Ora domínio de jogo, passa por isso mesmo:dominar! Estar por cima, ter a bola, controlar ritmo de jogo e pouco ou nada permitir ao adversário. Coisa que como deve ter visto, não foi o caso. Rematou-se de facto muito, as de perigo contam-se pelos dedos de uma mão, e permitiu-se inúmeras vezes que Patrício tivesse trabalho.
Fala a seguir em bom resultado por ser fora, como se o SCP não fosse mais forte, mais capaz do que os eslovenos. Devo no entanto dizer que estou de acordo consigo no que toca às expectativas. Se as baixarmos como faz, sempre que o SCP conseguir um empate fora de casa na nossa liga, podemos sempre pensar que foi bom por ser fora e,procurar no passado, épocas, onde jogar fora de casa tenha sido penoso, fazendo com que esse empate ainda possa ser mais saboroso.

Depois fala em saudosismo, ora não encontra aqui saudosismo, encontra sim uma constatação da realidade: Carriço e Polga eram claramente melhores táctica e tecnicamente que os 2 rapazes que lá estão de momento.

Para terminar exulta com a vitória em Barcelos,como se não fosse obrigação de um clube grande lá vencer, e como se o Gil tivesse capacidade para mais. Quase como se tivesse jogadores e treinador para mais, e esta época não tivessem um saldo em casa de 3 jogos, 3 derrotas.

Ao fechar tenta rematar com ironia, referindo mais uma vez o nome de 2 ex jogadores e acrescentado o nome de um clube húngaro.

Ora não sei se já era vivo na altura, mas na época anterior a essa, os mesmos jogadores foram a uma meia final de uma competição europeia, que como sabe é habitual na história do SCP ( agora sim, é uma ironia bem usada ).

SL

Cantinho,

Inatel já tinha começado quando se vai buscar um jogador, para fazer uns treinos, e meia dúzia de jogos, mediante a disponibilidade do mesmo ( Shikabala)

Quanto aos centrais apenas me faz confusão pensar-se em Maurico, Sarr, Rabia, etc, quando se tem em Alcochete o Tobias, ou quando se tem em Portugal centrais como Yohan Tavares!

Jô disse...

RG,

Só para esclarecer algumas coisas.

Primeiro, eu não disse que "domínio de jogo é rematar mais". O que eu disse - e é bem diferente - é que o Sporting foi a equipa que mais rematou na competição onde estão só as melhores equipas do mundo. Com isso o que eu quis dizer foi que o jogo não foi a desgraça que por aqui se pinta. Apenas isso. Como é evidente, a exibição do Sporting esteve longe de ser brilhante, mas dizer que o "Maribor parecia um colosso" ou que "todo o jogo do Sporting é um vazio" é, isso sim, uma mentira pegada e não espelha minimamente o que se passou no campo.

Em segundo lugar, também não falei "num bom resultado". Não o disse, nem o poderia ter dito, porque, mais uma vez, não estou de acordo com isso. Para quem chama estúpido aos outros era bom começar a ter algumas aulas de português porque já se viu que a interpretação de texto não é o seu forte. O resultado não foi fabuloso, mas não deixa de ser – e foi isto, ipsis verbis, que eu disse – um “empate fora de portas na champions (algo que em qualquer uma das últimas 5 épocas seria um sonho para nós)”. E isto, caro RG, é de indesmentível.

Em terceiro, dizer que “Carriço e Polga eram claramente melhores táctica e tecnicamente que os 2 rapazes que lá estão de momento” é apenas uma questão de opinião. Eu não concordo. Acho que o Carriço dá um trinco decente e o Polga, apesar de algumas fases melhores, foi sempre um dos elos mais fracos, inclusivamente na meia final de há dois anos ou na final de 2005, onde inclusivamente nem sequer calçou. Mas, como disse, é uma questão de opinião.

Em quarto, não exulto com vitórias em Barcelos ou em qualquer outro estádio português (sem ser no dragão ou na luz). Nem sei onde é que isso está dito. Como resulta claramente do que escrevi, isso foi para rebater a ideia de que “todo o jogo do Sporting é um vazio. 3 passes seguidos é uma Utopia”. Podia ter falado de qualquer outro jogo (até o do Maribor demonstra que isso é uma mentira sem pés nem cabeça) e só falei nesse por ter sido o último.

Em quinto, acho absurdo que se desvalorize uma vitória categórica ao Gil Vicente fora de portas (o que é muito diferente de exultar) até porque já não há jogos fáceis, como se viu com o beleneneses e a académica em casa.

Em sexto, gostei de ver que sentiu o toque do Videoton e que trouxe à conversa a meia final da competição europeia, puxando dos galões do maior feito de um Sporting recente que eu prefiro esquecer (o “Sporting recente” não, como é óbvio, a meia final). Embora isso nos anos que correm seja o prato habitual de clubes como o benfica ou o porto, não deixa de ser um feito.

Só tenho pena que não tenha puxado dos mesmos galões e reagido com a mesma energia a um post que compara o Sporting Clube de Portugal, o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL, assim mesmo em letras grandes, ao Inatel.

Este exercício de achincalhamento coletivo que, por aqui, é motivo de gracejos e sorrisos causa-me mossa. Não escondo.

Ainda mais quando é suportado em factos falsos (os tais que fazem referência a um Maribor demolidor) e tem por base um conjunto de comentários e ataques que, apesar de estarem dirigidos a jogadores do Sporting (que cometeram um erro grosseiro, é certo), procuram atingir outros alvos.

Como, aliás, ficou bem evidente no último parágrafo do post…

Parece que por aqui tudo serve de pretexto para cumprir uma agenda, nem que para tanto se sacrifique o bom nome dos jogadores ou do clube.

Gonçalo disse...

Este é dos melhores blogs benfiquistas que já visitei.