segunda-feira, 10 de abril de 2017

Falar do quê? E para quem?


Segunda-feira.
O normal seria escrever algumas coisas sobre a jornada que findou. Deveria vir para aqui dizer que, com a vitória sobre o Boavista, estamos cada vez mais perto de garantir o 3º lugar (mas ainda falta... Setúbal, SLB e Braga - temos tudo para perder pontos.. para Braga e Vitória de Guimarães). Deveria igualmente recordar que, com Podence em campo a equipa tende a ser mais rápida, criativa e imprevisível. Elogiaria a estreia de Geraldes em Alvalade, e rendia-me (novamente) a Dost, à sua qualidade como jogador e ao alto compromisso que tem com o clube e, acima de tudo, com a sua profissão.
De igual modo, seria expectável que voltasse a "bater" em Schelotto e na sua incapacidade para jogar futebol de alto nível (apesar da assistência no 1º golo). Guardaria algumas palavras para a surpreendente exibição (defensiva) de Marvin e, até, alguma esperança em ver em Alan Ruiz um jogador de futuro (quem sabe?). Por fim, os elogios reverteriam para grande utilidade em se ter Bruno César no plantel, para a sorte que temos por existir um jogador de classe mundial como o William Carvalho, e para dizer que Adrien acrescenta muito à nossa equipa.
E sendo quem sou - exigente - no final lamentaria uma goleada que ficou por acontecer, questionava Jorge Jesus por ter excluído Matheus em troca de um (caso) perdido Campbell e o porquê de não se ter forçado o Gelson para levar o 5º amarelo em Arouca.
Tudo isto aconteceria, se houvesse interesse em discutir futebol, só futebol.

Mas o futebol (nomeadamente em Portugal), já não é táctica, jogadores, treino, criatividade, sorte e azar.

O Futebol (português) é isto:

  video
 



video
video


 

E é isto que vale. É isto que Vence. Foi sempre este o "trabalho táctico" de eleição.
Um país que idolatra símbolos de merda e que nos "impõe" um só clube, uma só cor. Uma impunidade total, à vista de todos, elogiada como um sendo ilustre sinal de "Competência", "Organização" e "Estrutura". No fundo, não passam de uns criminosos. Todos, quem pratica e quem assiste feliz, contente e, especialmente, consciente. 

Esta merda nunca terá fim, pelo menos neste país.

Escolhi o país errado para gostar de Futebol..

7 comentários:

Anónimo disse...

Caro Cantinho,

Entendo perfeitamente a tua frustração!!!!também partilho dela...

Mas e ainda bem que o reconheces, em vez de bater no "NOSSO GRANDE AMOR"!!! a impunidade está AÍ...PARA TODA A GENTE VER, SEM PINGO DE VERGONHA!!!!

E agora uma constatação de um LEÃO triste, mas com ESPERANÇA que este estado de coisas mude!!

AQUI VAI:

COMO SERIA ESTE CAMPEONATO DE MERDA SE:

1º O ARTISTA DO SOARES DIAS QUISESSE VER A FALTA DE SOARES NO 3.º GOLO EM GUIMARÃES (ATENÇÃO ESTE É O ARTISTA QUE, NA ÉPOCA PASSADA NÃO TEVE DÚVIDAS EM INVALIDAR O GOLO DE SLIMANI);
2º SE O GOLO NA MADEIRA (MARITIMO) TIVESSE SIDO VALIDADO;
3º SE TIVESSE HAVIDO UMA ARBITRAGEM DECENTE NO DERBY;

Não digas...eu fiz as contas!!!

e tudo isto num campeonato de MERDA, em que NÓS também cometemos erros primários : principalmente na constituição do plantel!!!mas também por causa do "AZAR" que tivemos em ter sido campeões da europa!!!

1 abraço e SL

Cantinho do Morais disse...

Meu caro,

se esses jogos tivessem sido bem ajuizados logo apareceriam outros para "equilibrar".
Na época passada, um árbitro anulou uma decisão de um assistente para que fosse possível que o Sporting sofresse um golo. Esta corja pode tudo. Se quiserem validar uma Liga a favor de alguém, eles validam.
Se um dia tiverem de marcar um golo, eles marcam. Ao nível do Futebol, somos 3º Mundo. A corrupção está instalada e reina uma Ditadura Vermelha. A comunicação social só passa a "cartilha", não questiona nem investiga. Nos centros de decisão estão pessoas vermelhas que tudo farão para que o seu clube vença.
O que outrora foi azul, hoje é vermelho.
Neste país, nunca irá mudar.

SL

JG disse...

Meu caro Cantinho, aquilo que durante décadas foi uma ditadura portista mudou agora para o outro lado da segunda circular. Mudou a sede do poder no futebol nacional. As vitórias do Benfica de JJ não foram, como se sabe, limpinhas, limpinhas. O que o actual ciclo mostra é a importância da "estrutura", como diria o inefável Gabriel, das acessorias. Sobretudo porque o futebol do Benfica, como já o ano passado ficara claro, baixou a um nível que torna muito árdua a obrigação de lhes atribuir o título. Essa é a diferença para a fase em que JJ liderava. Hoje podemos dizer que nunca se ganhou tanto jogando tão pouco. O mesmo, se nos recordarmos, aconteceu com o Porto, que apesar das equipas de excelência, teve anos - sobretudo depois das vendas milionárias dos melhores -em que recorria aos homens do apito para manter a situação controlada. Também nessa altura perdemos títulos por um ponto e vimos vitórias transformadas por derrotas.
Este campeonato tem tido um nível de uma mediocridade tremenda. Esse facto cria as condições ideais para que a "estrutura" se evidencie e mostre a quem quiser ver a importância do seu trabalho.

jorgen80 disse...

Houve o apito Dourado e volta as lanças para o Benfica. Gostar de futebol não é ser anti outro clube. Mentalidade pequena. Queixa-se que apenas se fala de um clube em Portugal, mas não tem problema de, depois de uma grande exibição da sua equipa, vir com uma amostra ridícula, para tentar demonstrar o quão "sarrafeiro" é Luisão e como o Benfica controla tudo. Incrível quando aconteceu o que aconteceu com Slimani na época passada. A tal mentalidade do Zé povinho PT que nunca vai longe na vida: " A culpa é sempre dos outros".
Como se costuma dizer, as pessoas têm o que merecem. Bom proveito. Os vossos amigos portistas agradecem.

RMSCP disse...

Jogo razoável do Sporting que aproveitou bem os erros do Boavista.

Começa a ser cada vez mais óbvio que Podence e Geraldes têm que jogar de início, pelo menos nesta fase. Dão coisas diferentes dos outros e a equipa precisa do que eles oferecem.

Matheus também devia ter muito mais minutos. Campbell devia ter sido mandado de volta em Janeiro.

Continuamos a precisar de dois laterais que tenham qualidade suficiente para jogar no Sporting.

Cumps

Cantinho do Morais disse...

JG,

antes de mais: excelente comentário no "Domínio Táctico".
Há uns tempos atrás, em resposta a um visitante que devia andar meio perdido, eu disse:
"Sabe o que têm em comum JJ, Trapattoni, Bobby Robson, Mourinho, Villas-Boas e Vítor Pereira? São excelentes treinadores, mas que para vencer, precisaram de ajudas externas."

E disse mais, "se o FCP venceu com António Oliveira, Fernando Santos, em breve um qualquer Rui Vitória ou Chalana vencerá pelo SLB."

Aí está.

Numa Liga de Merda, qualquer um pode ganhar. Tem é de estar no lado certo.
A frase de Mário Wilson nunca esteve tão actual: "Qualquer treinador que vá para o Benfica arrisca-se sempre a ser campeão"

E nem precisa de saber treinar...

SL

Cantinho do Morais disse...

RMSCP,

claramente. Fomos eficazes até ao 4º golo (só falhámos o lance de golo do Podence na 1ª parte).
É notório que Gelson, B. Ruiz e Adrien já podiam, há muito tempo, ter parado para descansar. Como sempre dissemos, havia alternativas (que foram emprestadas ou encostadas).
Quanto aos laterais... ir ao mercado é obrigatório (enfim).

SL