domingo, 19 de setembro de 2010

O cúmulo da motivação


Deixem-me ver se o eu percebi:

O Sporting com os 11 jogadores que iniciaram o jogo de hoje, contra o campeão nacional, não conseguiram vencer a Olhanense, há uma semana atrás em Alvalade.
No banco e na bancada ficaram os jogadores que, na quinta-feira, venceram, fora, o Lille, equipa com melhor ataque do último campeonato francês e que ainda não tinha perdido esta época.

Perante estes factos, o que faz o "treinador" do Sporting? Coloca aquela equipa, no jogo mais importante da época (sim, porque o 1º lugar, a partir de agora, nem cheirar-lo, quanto mais vê-lo), que jogou pior, teve pior atitude competitiva e que revela verdadeira inaptidão para alvejar a baliza adversária.

É assim que se mantém, em alta, os índices de motivação e confiança? Na minha lógica, não.
Como irão olhar para Paulo Sérgio aqueles que se esfalfaram em Lille se, depois não contam para o que é, realmente, importante?
Que dirão Zapater, Torsi, Vukcevic e Salomão perante tamanhas decisões injustas e, como se constata, erradas?
Se Djaló e Nuno André Coelho são titulares, qual é o critério de escolha?

Hoje perdeu-se quase tudo. Espero que o "mister" tenha consciência disso. A equipa que ele ganhou na quinta-feira, hoje deixou-a a morrer no banco e na bancada, enquanto se via os "pecadores" do jogo com o Olhanense a terem a prenda de serem titulares, NO JOGO MAIS IMPORTANTE DA ÉPOCA.

O crime compensa. Excelente mensagem, senhor Paulo Sérgio.

Afinal as balelas de "quem não jogar bem com a Olhanense não joga na Luz", ou "quem não jogar em Lille não quer dizer que jogue na Luz", ou mesmo "é óptimo ter estas dores de cabeça, pois os jogadores responderam a tudo o que lhes pedi", eram tudo tangas.
A equipa já estava feita. E era para perder, ou para não ganhar, afinal aquilo que tão bem têm feito ao longo desta, ainda precoce (mas já perdida), época.


ps: O Benfica, justo e incontestável vencedor, podia hoje mergulhar-se numa onda depressiva que poderia ser benéfica para o Sporting. Mais uma vez, conseguimos fazer de bálsamo e de antídoto a quem está mal. Somos mesmo um clube diferente.
Um clube que não merece a Dona Maria de Lurdes Borges de Castro. Parabéns (verdadeira) leoa!

5 comentários:

Bimbosfera disse...

Boas, caro Cantinho. É certo que ainda estão à nossa frente, e por aí, para muitos, que não aqui, óbvio, ainda é positivo.
Lamento que seja contra nós, que se dá esta queda, mas, como conforto, pouco, é certo, se para nós o campeonato ainda não está perdido, para vocês também não! Força nisso! Conquanto que o vencedor sejamos nós...
Já cá não vinha há uns tempos, mas aproveitei o derby para dar um salto. Depois comento as mais antigas com mais calma.
Já agora, sobre a motivação, passámos, Benfica, por isso há bem pouco tempo, particularmente nas competições europeias, que até metia dó. Com certeza que isso muda!

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com

Leão do Berço disse...

"Se o Liedson tivesse marcado aquele golo provavelmente o jogo modificava-se.(...)"

Maniche

Não sei se fica bem ao Maniche "dar o nome" do colega, que efectivamente falhou uma ocasião flagrante de golo, mas lá que tem razão tem. Mas, eu aplicaria um "se" bem melhor:
Se o Paulo Sérgio "os tivesse no sitio" e colocasse a equipa que defrontou o Lille, se calhar, o resultado de ontem seria bem diferente.

Aceita troca de links?

Saudações Leoninas

http://leaodoberco.blogspot.com/

sloml disse...

Cantinho, totalmente de acordo, como (quase) sempre.

Abraço

Hugo disse...

Só faltou referir que este lille não perdia em casa para as competições europeis desde 2008 com o manchester...ainda na ultima epoca venceram lá o liverpool por 1-0 mas podiam ter muito bem feito mais 1 golo no minimo...

Gui Bif disse...

que historia e aquela?