quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Para ir queimando em lume brando


Gilberto Madaíl fez a melhor escolha possível para o próximo Seleccionador Nacional, Paulo Bento. Esta escolha não me surpreendeu. Ao contrário, surpreende-me a aceitação por parte de Paulo Bento.

À primeira vista Paulo Bento não se enquadra no protótipo de Seleccionador Nacional que vinga nos últimos 30 anos na FPF (com excepção a Scolari, o que demonstra, mais uma vez, que de burro, Madaíl tem muito pouco). É um treinador organizado, anti-sistema, sem vícios e colagens a qualquer clube nacional. Por outro lado, é um profissional que não delega responsabilidades aos seus superiores, oferecendo o seu "corpo às balas", mesmo quando estas não lhe são dirigidas directamente.

É neste último ponto que reside a inteligência, mas também o óbvio da decisão de Madaíl em contratar Paulo Bento.

Madaíl gosta pouco de aparecer e de se justificar quando algo corre mal. Foi assim durante e após o Mundial de 2002, foi assim com "murro de Scolari", foi assim na qualificação para o Mundial de 2010, tal como após o termo deste e, mais recentemente, no início (que marcou o Fim) da caminhada para o Euro-2012.
Sabendo que é quase impossível alcançar o apuramento (ganhar todos os 6 jogos que faltam é algo, pela pressão exercida, utópico), Madaíl coloca na frente de batalha um oficial que o protegerá até a Guerra estar, irremediavelmente, perdida. A partir de ontem, Paulo Bento é o rosto, a cabeça, o corpo, e o coração da Selecção Nacional (logo da FPF). Não existirá mais ninguém. Paulo Bento é assim, e Madaíl também.

A imagem, acima colocada, ilustra bem esta transição de responsabilidade de Madaíl para Bento. Mesmo não tendo estado lá (Casas de passe ou locais inspirados em "Diamante Negro" e afins, não faz bem o meu género. Mas não crítico!), quase que consigo ouvir o que Madaíl está a dizer ao Paulo Bento: "Agora se quiserem bater em alguém já há aqui o Paulo Bento. Ele é que é o treinador. Se perdermos a culpa só pode ser dele. Vai lá enfrentar a comunicação social e o povo português, enquanto eu vou esconder-me por mais uns meses/anos, comer em bons restaurantes madrilenos, pago por todos vós, e aproveito para pintar o meu cabelo de cor de caju que há ali uma amiga/amigo no Conde Redondo que adora esse meu lado rebelde. Mas olha, se por acaso conseguires com que a malta vá ao Euro, chama-me para eu receber os louros e os euros."

Perante isto, não consigo compreender o SIM de Paulo Bento a esta situação. Não diz com a sua personalidade. Não é que não goste de desafios e aventuras (ter treinado este Sporting dá-lhe bagagem para enfrentar até uma manifestação Pro-Hugo Chavez em Caracas), mas a FPF, o sistema que tanto o prejudicou e que ele criticou...

A não ser que a Selecção e o País lhe sejam superiores.

"...se tiver de colocar o Carlos Martins a jogar, é o que farei. Os interesses do meu país estão muito acima daquilo que é a minha situação" - Paulo Bento, 22/09/2010


ps: nem vou referir o facto de existirem eleições para a FPF no próximo ano e Madaíl achar que tem poder para definir contratos até 2012.
ps2: Paulo, vais dar a cara por uma causa perdida. Tu, como vais falhar o Euro, não vais renovar o contrato. Vais preparar o terreno para outro, a partir de 2012, brilhar ao serviço da Selecção. Em 2014 alguém irá receber os créditos, mas tu não. Tu serás aquele que será humilhado ao longo de uma qualificação demasiado longa e penosa. Valerá a pena?

7 comentários:

Anónimo disse...

Só não concordo num ponto...o apuramento é bastante possivel, e acredito que o Paulo o vai conseguir, quanto ao resto assino por baixo.

SL

Leão do Berço disse...

PB vai conseguir a qualificação. Agora. já se sabe quanto a contratos com Madaíl...acabam sempre de maneira suspeita...

Cantinho do Morais disse...

O apuramento só será possível se os nossos adversários forem treinados por Agostinho Oliveira ou Carlos Queirós. Mesmo assim terão que contar, nos seleccionados, jogadores como Beto, José Castro, Ricardo Costa, Duda, Meireles, Paulo Ferreira ou Miguel.

Leão do Berço disse...

Nem tanto, Cantinho do Morais, nem tanto...basta por jogadores como Pepe a trinco, colocar jogadores como Ronaldo e Danny a ponta de lança e para finalizar, jogadores como Almeida num dos extremos...

Mauro Silva disse...

Caro Cantinho do Morais:

Aceita troca de links?

Agradeço resposta:
http://sportingpornos.blogspot.com/

Futebol disse...

Viva meu caro. Sou administrador do blog Futebol "O Desporto Rei" e concordo contigo no que toca ao não teres gostado da forma como o João te respondeu. Depois respondeste de uma forma que eu secalhar também o fazia, mas para não criar maus ambientes, penso que aquela foi a melhor solução e assim a troca de galhardetes fica por ali. Não foi nada de muito grave, mas foi melhor cortar logo o mal pela raiz, penso que compreendes.

Abraço e vai passando por lá, todos somos poucos. Farei o mesmo em relação a ti.

Bimbosfera disse...

Boas, caro Cantinho.
Gostei bastante, mais uma vez, da sobriedade com que os temas são abordados, neste caso Paulo Bento.
Sou sincero, ainda não olhei para o calendário como deve ser, mas, sinceramente, se o que nos separa da ida ou não são 6 vitórias, devo dizer que as probabilidades pendem, com certeza, contra ele. Não que não tenhamos equipa para limpar isso, mas, o futebol nos dias de hoje já não é só a lei do mais forte, ou, pelo menos, não reflecte a ideia do que tem «nome» mais forte.
No entanto, a descrição sobre a «delegação» de poderes desse senhor (??) Madaíl é brutal e muito bem feita. Parabéns.
Pelo Paulo, bom, escusava de ter começado o périplo pelo Porto, como primeiro jogo oficial, mas ele lá sabe. Vamos ver depois as convocatórias para criticar, que também ele será alvo de críticas. Se sentir mais do mesmo, na Selecção, terá o mesmo apoio que teve até aqui com Queirós, pouco mais de zero...
De resto... Falamos amanhã, ou depois, quando houver aqui um post sobre o jogo deste fim-de-semana, que o meu Benfica já ganhou ao Marítimo!

Abraço

Márcio Guerra, aliás, Bimbosfera

Bimbosfera.blogspot.com