domingo, 9 de janeiro de 2011

Um Braga à Sporting faz um Sporting feliz


Momento do jogo: lesão de Postiga e entrada de Salomão.

Tudo muda. Jogadores nas suas posições. Um extremo motivado a querer justificar a renovação, a confiança e a sua qualidade em cima do pior lateral direito da Liga (nem tudo o que vem da Academia é bom). Um 10 que transita de uma ala onde é mais um (e muitas vezes menos um) e que passa a funcionar como GPS a dois médios centros que não são mais que isso (e já é muito) e um ponta-de-lança no seu sítio certo, passível de ser servido de todos os lados, jogando entre os centrais e entre as fraquezas que um jogo destes pode motivar. Com isto se fez dois golos. Com isto se fez uma vitória.
10 minutos. Foi esse tempo entre a lesão do Postiga e entre o adormecimento de André Santos (que deixa Alan ganhar espaço e cruzar) e João Pereira (que, mesmo com a posição ganha no inicio da jogada, se deixa antecipar, mortalmente, por Paulo César) que origina o golo do Braga.

O Braga personificou o pior (ou melhor, como acha o "nosso" treinador ) Sporting desta época. Teve mais posse de bola, conquistou mais cantos, rematou mais vezes, criou mais situações (remates de longe) mas... perdeu. Só lhe faltou uma bola no poste.

O Sporting foi eficaz. Jogou no erro, atrofiado, encolhido e a olhar para o relógio. Ganhou.
Mas não se julgue que eu pense que ganhou por sorte ou, em oposição, por azar do Braga. Ganhou porque tem melhores interpretes. Ganhou porque os seus jogadores são, realmente, melhores. E se, realmente, o que se vê é uma diferença muito ténue entre ambas as equipas é porque quem dirige, orienta, e treina limita o potencial da equipa do Sporting. Por outro lado, no Braga, acontece o contrário. A equipa vê potenciadas ao máximo as suas qualidades, aproximando-se, desta forma, do valor que um Grande deve ter.

Há matéria-prima e qualidade no plantel do Sporting. Quem tem este Patrício, este André Santos, este Carriço, este Zapater, o Valdés (desde dos 7 minutos até aos 60), este Salomão, este Liedson e que possa contar com o João Pereira de outros jogos e o Vukcevic da semana passada, pode e deve ser melhor muito mais vezes. Hoje não foi melhor, mas como é melhor ganhou.

Mas no sábado lá voltará o Maniche, o Valdés para a esquerda e 50 a 60 minutos sem perceber porquê que o Paços de Ferreira não joga da mesma maneira que este Braga, aberto e para ganhar.

A forma como o Braga se apresentou durante este jogo em Alvalade, mesmo sabendo que nunca tinha feito mais do que 2 pontos fora de portas, é o espelho da nossa fragilidade e fda alta de respeito com que as outras equipas nos olham.

2 comentários:

Master Groove disse...

só vi o resumo do jogo...
grande golo de Salomão. temos Homem.
Mas que grandissima foto, muito boa mesmo, e vale o post.
parabéns

abraço

Master
mastergroove2010.blogspot.com

Mauro Silva disse...

Pode linkar aqui o meu blog (http://sportingpornos.blogspot.com/) ?!

O seu já se encontra lá listado...

Obrigado!!!