segunda-feira, 12 de maio de 2014

Espelho meu, espelho teu


"... a equipa baixou a intensidade. O foco de muitos jogadores está já se vão ou não ser chamados à seleção, no futuro...". - Leonardo Jardim, 11/5/2014

E tu, Leonardo, também baixaste a intensidade? E para onde é que estás focado? No futuro? Onde? Motivado para continuar a evoluir no (e com o) Sporting?

"O que é real é que não estou em fim de contrato. O meu futuro, em princípio, é estar aqui no Sporting, pois sou um treinador com contrato." - Leonardo Jardim, 11/5/2014

Epá, tanta motivação!! Estou mais descansado.


ps: Olha, acho bem que continues. Pois só assim se explica o que fizeste ao Carrillo. É que se vais embora, teres feito aquilo foi só para queimar o jogador e o Sporting, que ficou com um activo desejoso de sair e ainda mais desvalorizado. Julgamento popular, Leonardo? A 5 minutos do intervalo? De certeza que o Carrillo passou a respeitar-te muito mais.
ps2: Genial o facto de teres retirado o William. O Marco e o Estoril riram-se. Partiste a equipa e ofereceste a 1ª (e quase única) fase de construção ao Rojo e Maurício (não é preciso desenvolver muito esta parte, pois não?). 
ps3: Bem, mas é melhor não falar muito do que se passou ontem dentro do Estádio de Alvalade. Desde da ausência de qualidade de jogo (estamos privados disso desde 2013; se, como dizes, os jogadores não estavam focados no Sporting, porquê que não jogaram os que podiam estar focados?), passando pelo comportamento deplorável das claques (petardos e mais petardos e uma tarja que só nos envergonha e diminui), terminando no discurso, encomendado, de Pedro Gomes, ao intervalo, afirmando que foi preciso existir o "Presidente Bruno" para se recordar a vitória na Taça das Taças, há 50 anos atrás. Enfim... digamos que, ontem, foi um dia mau para o Sporting. Por favor, não se importem de repetir.

14 comentários:

Joel disse...

Oportunidade para Vitor Pereira demonstrar o que é o Sporting seria o ideal..mas vai-se para o treinador da moda : s

Nao se espera muito de grupos e dinâmica dos mesmos ( claques)

Leão de Alvalade disse...

Cantinho,

Subscrevo na integra. Fiquei tão aborrecido com o que vi ontem em Alvalade que nem me apeteceu fazer a crónica do jogo. Fui apanhar are depois ocupar o tempo para não voltar a pensar no jogo.

O que o Jardim fez ao Carrillo é uma filhadaputice de todo o tamanho. E por o Chicobala leva-me a pensar que estava mais a pensar na bancada e que já tinha desistido de ganhar o jogo.
Abraço

P.O disse...

O mau é o treinador??? o Carrilho ficou foi tempo demais em campo, alguém me explica um toque de bola por parte de Carrilho para justificar estar em campo???

Cantinho do Morais disse...

Joel,

Não apelo à mudança de treinador. Nas últimas 5 épocas, o Sporting teve 10 treinadores. Não pode ser. Esse não é o caminho.
No entanto, Leonardo Jardim quer ficar no Sporting?
Se ficar, que Sporting é que há para Jardim? A direcção tem condições para oferecer a qualidade (e quantidade) necessária para melhorar a classificação, pontuação e qualidade de jogo? E Jardim, consegue fazer isso?
Veremos os próximos tempos...
Quanto às claques, por favor não diminuam o Sporting. E ontem fizeram-no.


Leão,

Ontem fiquei mais que aborrecido. Tudo o que ali se passou não se faz. Foi tudo, tudo mau (excepto o André Martins - mas isso somos nós que dizemos, pouco percebemos disto).
Carrillo estava mal. Não há dúvidas. E o Capel? Rojo? Maurício? Jefferson (que miséria...)? Etc, etc? Jardim escancarou a porta da rua a Carrillo, a preço de saldo, para gáudio da "galera", penalizando o Sporting quando, pelos vistos, não a cabe a si tomar essa decisão. Ainda mais, se não ficar no Sporting, o erro é ainda maior e pode ter contornos de, como dizes, "filhadaputecie de todo o tamanho".
E ontem até desejei que não entrasse o Shikabala, pois era o jogo ideal para ser queimado. Acho que teve o efeito contrário que o Jardim pretendia.
Eu acho que ele desistiu de ganhar o jogo quando colocou o Slimani e tirou o William. Pode não ter julgado assim, mas o Marco Silva deve ter ficado com essa certeza quando voltou do intervalo.
Abraço.


P.O.,

Ninguém escreveu que é mau treinador. Até se tem sido bastante compreensivo com muitas das exibições "pragmáticas". No entanto, temos de ser honestos e estar atentos ao que se passa. Ontem foram demasiados erros (técnicos e tácticos). Carrillo fez a jogada para a única situação de golo do Sporting (penalty). Justificou mais tempo em campo? Talvez não. Mas aquilo que Jardim lhe fez não se faz, nunca.

Koba disse...

Grande Cantinho, muito grande mesmo

Depois de uma sexta-feira de intenso debate, passou o fds e estou de acordo com tudo o que é dito neste post. Sem mudar uma vírgula.

Um abraço

Paulo Ravasqueira disse...

Em desacordo com a questão Carrillo. Já está cá ha demasia tempo.

Anónimo disse...

Cantinho, costuma dizer-se que os acontecimentos trazem oportunidades. Lembras-te de como o Pinto da Costa despachou o Ivic? É certo que com o Vítor Pereira, outro treinador campeão, as coisas não lhes correram bem. Vamos ver.

Cantinho do Morais disse...

Paulo Ravasqueira,

A questão não é se o Carrillo "está cá há demasiado tempo". Qualquer profissional não merece o tratamento e julgamento que lhe foi dado por Jardim. Se Jardim acha que lhe deu todas as oportunidades, no tirava-o ao intervalo e no treino de segunda-feira dizia-lhe na cara porquê que o tirou e as consequências do comportamento do jogador. Mas em privado, nunca perante o público que estava a ver em Carrillo a "razão para todos os males" daquele jogo (o que se veio a verificar que não era).

Anónimo,
O Ivic saiu e entrou o Robson, não foi? É como diz, "vamos ver". Mas não são nada boas estas andanças (constantes).

Anónimo disse...

Cantinho, o vamos ver depende do treinador que vem a seguir. Se for um determinado nome que anda a circular, acredito que até será melhor para o Sporting. Se esse nome estiver a ser atirado para "aguçar" o apetite dos Sportinguistas, mas afinal não der em nada, fico com sérias preocupações, a não ser que venha um treinador estrangeiro que não deixe dúvidas.

Parece ser mais ou menos certo que o Jardim vai sair, admitido já por gente próxima do Bruno de Carvalho. Agora resta saber como este vai gerir uma coisa que pode ser fracturante, dado que grande parte da credibilidade que ele conquistou se deve ao trabalho do Jardim. Trabalho esse que, na minha opinião, dificilmente seria superado. Cada vez tinha uma sensação ultimamente que estávamos perante outro Paulo Bento e eu não quero regressar a esses tempos, mesmo sabendo que o que sucedeu ao Bento foi ainda pior. Cabe ao Bruno de Carvalho encontrar soluções para que o Sporting volte a ter um orçamento condigno com a sua grandeza, porque mesmo quando os nossos rivais tiverem de apertar o cinto, de certeza que não vão ter orçamentos de 25 milhões de euros por ano, por isso deixemo-nos de ilusões de quem vem tudo abaixo. Eles vão baixar, mas nós temos de subir mais do que eles vão baixar.

Tywin Lannister disse...

Por muito mal que Leonardo Jardim tenha estado, e de facto, este foi talvez o seu pior jogo, se excluirmos a derrota na Capela Lã Piã, ainda assim o seu desempenho à frente do Sporting esta época é dos melhores registados nas últimas decadas.


Desde que o campeonato nacional foi alargado para 16 equipas e é disputado a 30 jornadas, 1971/72, que o desempenho desta época é o quarto melhor de sempre, com um aproveitamento de pontos de 74.444%, -7pts em relação ao 1º lugar, apenas superado pelos campeonatos de 1973/74 (1º, 23V3E4D, 96-21, 72pts e 80% de ap.), de 1979/80 (1º, 24V4E2D, 67-17, 76pts e 84,444% ap.) e de 2006/07 (2º, 20V8E2D, 54-15, 68pts e 75,556% ap.), em que ficámos apenas a -1pt do 1º lugar, se aplicarmos a regra de 3 pontos por vitória a todas as temporadas antes de 1995/96.

Continuando nesta perspectiva de campeonatos disputados com 16 equipas e a 30 jornadas, usando a regra dos 3pts/V, temos apenas mais quatro temporadas em que houve um desempenho semelhante ao registado esta época em termos de pontos ganhos:

1984/85, 2º, 19V9E2D, 72-26, 66pts, 73,333% ap., -15pts;
1985/86, 3º, 20V6E4D, 64-20, 66pts, 73,333% ap., -5 pts;
2008/09, 2º, 20V6E4D, 45-20, 66pts, 73,333% ap., -4 pts;
1981/82, 1º, 19V8E3D, 66-26, 65pts, 72,222% ap., 0pts.

Ou seja, em apenas 6 das 24 épocas disputadas a 30 jornadas é que o Sporting teve pelo menos 20 vitórias... e em apenas 8 campeonatos o Sporting teve mais de 70% de aproveitamento pontual.


Se compararmos o desempenho desta época com a 1976/77, em que também não disputámos as competições europeias, nessa temporada o Sporting ficou também em 2º lugar, 17V8D5E, 59-26, 59 pts, 65,556% ap, -15pts, o que dá o mesmo número de pontos ganhos em 1978/79 (3º, 17V8E5D, 46-22, -12pts) e 2011/12 (4º, 18V5E7D, 47-26, -16pts).

Nos jogos em casa, 11V4E0D, 39-5, 37 pts; contra 10V4E1D, 28-7, 34pts em 2013/14.
Nos jogos fora, 6V4E5D, 20-21, apenas 22 pts; contra 10V3E2D, 26-13, 33 pts em 2013/14.

Portanto, como se pode ver, mesmo falhando no último jogo, em que a equipa falhou um penálti também, o desempenho de Leonardo Jardim é deveras notável, em comparação com campeonatos da mesma duração.


Se olharmos para os 16 campeonatos disputados por 18 equipas e a 34 jornadas, temos apenas 7 campeonatos em que o Sporting teve mais de 70% de aproveitamento pontual, e apenas duas épocas é que este aproveitamento pontual foi superior ao registado nesta época, o que coloca esta época no 6º lugar das melhores épocas com 16 ou 18 equipas:

1993/94, 3º, 23V5E6D, 71-29, 74pts, 72,549% ap., -3pts;
1994/95, 2º, 23V9E2D, 59-21, 78pts, 76,471% ap., -13pts;
1996/97, 2º, 22V6E6D, 55-19, 72pts, 70,588% ap., -13pts;
1999/00, 1º, 23V8E3D, 57-22, 77pts, 75,49% ap.;
2001/02, 1º, 22V9E3D, 74-25, 75pts, 73,529% ap.;
2003/04, 3º, 23V4E7D, 60-33, 73pts, 71,569% ap., -9pts;
2005/06, 2º, 22V6E6D, 50-24, 72pts, 70,588% ap., -7pts.

E a última vez que o Sporting somou 67pts (65,686 ap.), foi em 1995/96, época de estreia da regra dos 3pts/V, tendo ficado em 3º lugar a -17pts do 1º: 19V10E5D, 69-27.


Finalmente, se incluirmos as 3 épocas com 20 equipas e disputadas em 28 longas jornadas, 1987/88, 1988/89 e 1990/91, apenas nesta última o Sporting somou mais pontos que na temporada agora finda: 24V8E6D, 58-23, 80 pts, 70,175% ap., -21pts. Ainda assim, o aproveitamento pontual não foi superior ao registado por Leonardo Jardim...

Este só se pode queixar de si próprio (nos dois últimos jogos e pouco mais), mas também das arbitragens em alguns jogos (e não foram poucos quanto isso), por não ter somado mais pontos e mais vitórias e quiçá, ter estabelecido um recorde de pontos e de aproveitamento de pontos pelo nosso Sporting Clube de Portugal.


Tendo em conta que em 2014/15 há competições europeias para disputar, será mais difícil ao Leonardo Jardim melhorar estes números em termos de pontos ganhos e vitórias, mas teremos também mais quatro jogos para vencer e pontuar. [(Y)]

Cantinho do Morais disse...

Anónimo,

Não sei porquê mas acho que Marco Silva pode ser um novo "caso Villas Boas". Parece-me que está tudo certo, mas há um clube que pode mudar tudo. Por outro lado, a vontade do treinador é marcada por outra cor, tal como ocorreu com o "da cadeira de sonho".
A direcção se perde Jardim e Marco Silva, dificilmente sairá bem deste episódio. E nem um novo livro poderá salvar a face do Presidente.

Eu gostava que Jardim continuasse e que, por ele, fossem resolvidas e melhorados os problemas que a equipa teve desde Dezembro. Estar sempre a mudar não é bom.
Jesus está há 5 épocas no Benfica e Vítor Pereira esteve 3 no Porto. Os resultados estão à vista. Nas últimas 5 épocas o Sporting teve 11 treinadores. Os resultados estão à vista.

Tywin,

excelentes dados para reflectir. Obrigado. Ninguém pode ir contra o desempenho notável, em termos de pontuação, deste Sporting de Jardim. O problema está (e está porque mesmo sem Jardim, a questão mantem-se), em como é que se pode evoluir num novo contexto (mais competições - Europa - e mais pressão para vencer) mas com os mesmos problemas meios (ausência de dinheiro e jogadores de topo).

(peço desculpa pela actualização e comentários aos comentários, mas estive longe da net nos últimos 4 dias)

Anónimo disse...

Cantinho, concordo que a estória do Marco Silva no Sporting pode ser uma armadilha para fazer crer que o beifica passou a perna ao Bruno de Carvalho. Seria o melhor tónico para os lampiões apresentarem o novo treinador depois da perda da Liga Europa e da previsível saída do Jorge Jesus. Daí que seja da maior utilidade que o Sporting apresente o novo treinador o mais rápido possível, para que não haja dúvidas e não sejam os outros a apresentar a narrativa que lhes convém à nossa custa, mesmo que Marco Silva nunca tenha sido equacionado pelo nosso clube.

Anónimo disse...

Olá, eu venho do futuro, portanto posso garantir que o Sporting vai contratar o Marco Silva.

Anónimo disse...

Sou eu outra vez do futuro. Não apostem dinheiro na selecção no mundial.