terça-feira, 6 de setembro de 2016

O Sporting que eu não queria (mas vi)


Na continuação do último post, agora surge o plantel com 30 nomes que eu não queria ter visto no meu clube.
Infelizmente, este plantel foi muito difícil de construir. Os 30 nomes são poucos. Nomes como Vinicius, Balajic, Boulahroz, Torsiglieri, Farnerud, Spehar, Rui Bento, Gelson Fernandes, Manoel, Peter Houtman, entre outros, tiveram de ficar de fora, com muita pena minha.

O critério de escolha foi fácil: falta de qualidade futebolística (principalmente ao serviço do Sporting Clube de Portugal). É óbvio que um critério tão lato arrisca a algumas injustiças. Por exemplo, houve jogadores, que estão lista, que nunca descobri se tinham qualidade futebolística (ou não). As óbvias dificuldades motoras (conseguir andar, por exemplo), poderão ter sido fortes entraves a uma (eventual) explosão futebolística (ex: Had e Purovic), que nunca veio a acontecer. Se estiver a ser injusto e se, de facto, eles conseguem ser jogadores futebol, apresento já aqui as minhas sinceras desculpas.

Tal como no post anterior, a lista final vai suscitar críticas mas, acima de tudo, um avivar de memórias que desejaríamos já ter eliminado. Um dado curioso, sempre fomos uns "nabos" a contratar no mercado interno e, especialmente, jogadores portugueses.
Estes são os 30, aqueles que me levaram a abanar a cabeça, a rogar pragas e a perder anos de vida.

Em primeiro plano está o 11 desse plantel. 
Os treinadores: Paulo Sérgio, Vercauteren, Waseige, Cantatore e Pedro Rocha.
O equipamento: Oficial e Alternativo da Macron (2014-2015)

25 comentários:

HY disse...

Manoel? O Manoel que jog ou com o MFF e o Jordao???

Cantinho do Morais disse...

Calma HY, é o Manoel que o Peseiro achou que devia ir buscar ao Gil Vicente (ou Moreirense, já nem me lembro), para juntar a Silva e a Deivid, tentando vender Liedson para o Estugarda.

Bruno Ope disse...

Voi ser sincero. Acho desnecessária este tipo de listas. Só tenho trinta anos, mas logicamente que encontro mais do que 30 jogadores que não vingaram no Sporting. E se concordo com alguns nomes porque foram mais profissionais e trataram mal o Sporting, não consigo concordar com nomes como Hugo, Luís Loureiro, Miguel Lopes ou Rui Bento, por exemplo, porque, mesmo não sendo os melhores jogadores do mundo, sempre se portaram bem com o Sporting e deram o litro. O litro deles é que era um litro mais pequeno.

Anónimo disse...

Caríssimo:
Concordo com o post anterior.
Miguel Lopes é um sportinguista e merece respeito, por exemplo. Luís Filipe até marcou o primeiro golo no novo estádio. E André Santos, que nem está nesta lista, e de quem não aprecio nada o estilo, até era das claques.
Para mais, em relação à sua passagem anterior, não deveria constar Elias?
Na minha opinião, se calhar alguns destes jogadores também foram vítimas dos anos negros. Claro que não é justificação para tudo, mas vamos deixar este tipo de passado onde está. No futuro decerto será difícil fazer uma selecção de equívocos.
Grande Abraço,
JL

RMSCP disse...

Cantinho,

Não sei porquê mas é-me mais fácil lembrar dos maus jogadores do que dos bons. Talvez porque temos um grande histórico de contratações que não lembram ao diabo...


Alguns jogadores interessantes que podiam tornar o plantel ainda mais competitivo:

- Evaldo era capaz de travar uma luta acérrima pela titularidade.
- Polga seria um bom suplente mas face à forte concorrência é capaz de nem ser convocado.
- Cristiano (dos tempos do Paulo Sérgio...) também seria uma excelente aquisição.

Cumps

Nuno disse...

Para mim o titular a lateral esquerdo só pode ser Joãozinho... O pior lateral Esquerdo que vi jogar no Sporting em toda a minha vida (cerca de 20 anos a ver futebol).
Acho injusto o Rui Bento, não sendo um jogador espectacular era certinho na sua função. Não se podia pedir muito mas acho que houve muito piores (onde o Luis Loureiro surge como titular).. O Bruno Caires também foi qualquer coisa naquele pós campeão de Inácio.

Mas a principal ressalva ao 11 é mesmo de colocar o Joãozinho a titular.

Anónimo disse...

este post é pura e simplesmente falta de assunto e tempo de sobra.....
será que não é hora de cerrar fileiras em torno do futebol do clube?
haja um mínimo de bom senso e deixemo-nos de conversas estéreis.
Viva o Sporting e pronto!

Cantinho do Morais disse...

Bruno Ope,

o seu comentário é totalmente válido. Este post, mais do que procurar "gozar" com alguém, expõe algumas das muitas más decisões que as direcções do Sporting tomaram ao longo de 30 anos. Além dos presidentes que os contrataram, as responsabilidades destes jogadores, um dia, terem servido o Sporting, também se deve aos directores desportivos, treinadores (que os indicaram e não souberam potenciar) e, também, nós adeptos que gostamos de idolatrar muito jogador que nunca teve qualidade para estar à altura de representar o Sporting Clube de Portugal.

JL,

Respeito a sua opinião e parte da resposta ao Bruno também vai para si. Por outro lado, embora goste que assim seja, ser Sportinguista não pode ser pré-requisito para representar o Sporting, senão já lá estávamos. Miguel Lopes e Luís Filipe são dois grandes equívocos (um deles bem caro...). Profissionais? Óptimo! Nem sequer isso está em causa. Elias pode não ter sido um grande profissional, mas mostrou que sabia jogar (e esse era o critério - saber jogar futebol). Claro que concordo que o contexto também influencia.
um abraço

Cantinho do Morais disse...

RMSCP,

sim, os maus vieram logo à cabeça e cada vez que ia compondo a lista, iam logo aparecendo mais uns. Está aqui muita da história recente do Sporting e, também, o porquê de não se ter vencido tantas vezes como desejávamos. Além do mais, agora penso na nossa cegueira pois quantas foram as pré-temporadas que pensávamos que estes, e outros, eram os indicados para o nosso clube? Ilusão e muito sportinguismo...
Evaldo e Cristiano, claramente sim. Já Polga... Acho que foi um excelente jogador (no Sporting) na pele de um grande azarado. Nunca teve sorte.

http://cantinhodomorais.blogspot.pt/2011/09/infelizmente-para-roma-continuas-por-ca.html

Cantinho do Morais disse...

Nuno,

o Joãozinho foi algo... mas o Dimas e o Had foram uns "ódiozinhos de estimação".
Rui Bento não corria, metia-me impressão a sua ausência no jogo.



Anónimo,

"este post é pura e simplesmente falta de assunto e tempo de sobra.....
(...)
haja um mínimo de bom senso e deixemo-nos de conversas estéreis."

Pelos vistos a minha falta de assunto e tempo de sobra é idêntico ao meu caro. E a conversa estéril conseguiu a sua atenção.
Muito obrigado pela partilha do seu precioso (ou não) tempo e, claro, "Viva o Sporting e pronto!"

RG disse...

Cantinho

Acho que Farnerud tinha capacidade, apenas não se ambientou...Spehar veio na altura errada, uns anos mais cedo e tinha deixado marca, Rui Bento nem era carne nem peixe, mas n creio que tenha sido assim tão mau. Gelson Fernandes era um Vidigal, talvez mais abrutalhado, mas se se idolatrou Vidigal ou Oceano porque não Gelson?

Assim sendo fico contente por não se ter colocado Farnerud, Gelson e Spehar nesse plantel final.

Queria no entanto falar em nomes como: Guentchev ( que tinha alguma qualidade mesmo assim ), Carlos Miguel ( qualidade técnica tremenda a jogar parado ), Ali Hassan que podiam ter feito parte desse plantel.

Relativamente aos GR, Rodolfo teria sempre de ser titular, Costinha era mau, mas Rodolfo foi mesmo do pior que vi...tanto mau que até vejo Lemajic como sendo um gajo cheio de qualidade!!

SL

Cantinho do Morais disse...

RG,

Gelson não era nada ao pé do Oceano e, especialmente, do Vidigal.
Queria lembrar-me do Guentchev (recordo-me que veio com Iordanov) mas acho que nunca o vi o jogar. Carlos Miguel esteve quase, quase. Acho que foi mais um "flop" de que mau jogador. Um pouco como o Kmet. Ali Hassan... ui, o que te foste lembrar...

Sim, o Rudolfo era um susto, mas o Costinha deu-me uma das maiores tristezas que vivi como adepto do Sporting, as derrotas em Salzburgo e em Viena (e sim, não me esqueci da oferta do Lemajic ao Laudrup, que vi ao vivo em Alvalade, que impossibilitou que eliminássemos o Real Madrid).

SL

Anónimo disse...

O autor do texto deveria penitenciar-se, porquanto não mencionou os ilustres Robaina, Mário Cáceres, Viveros, Edel ou César Ramirez.

Pedro Sousa disse...

Didier Lang? Grande dupla fazia com o Oceano. Aqueles cantos eram meio golo.

Colocar nesta lista um jogador que foi o melhor em campo num dos melhores jogos do Sporting na Liga dos Campeões é muito forçado.

3-0 a um Monaco de Barthez, Sagnol, Henry, Guily e Trezeguet.

Nesse ano o Sporting teve 4 treinadores. Lang apenas jogou essa época e fez a diferença em alguns jogos.

SL

Jô disse...

O Dimas chegou ao Sporting no auge da sua carreira.

Teve o azar de coincidir com o melhor defesa esquerdo que vi atuar no Sporting - o Rui Jorge - mas lembro-me de alguns jogos positivos dele.

Ganhou tudo no Sporting e, enquanto lá esteve, foi regularmente convocado para a selecção onde também discutiu o lugar com Rui Jorge.

Assim de repente, e para grande pena minha, lembro-me de vários DE muito piores, como por exemplo os apontados Balajc (ou Roberto Carlos dos Balcãs), Marian Had ou Vinícius.

Quanto ao resto, acho que está aí uma selecção muito bem feita :)

Acho que a medalha de ouro da total inabilidade para a prática desportiva vai mesmo para o purovic (que, sem qualquer ironia, não teria lugar no plantel de qualquer equipa da 2ª liga).

Anónimo disse...

Eu sei que nos deu uma taça mas o Tiui tem lugar ai à vontade.

Outras menções honrosas:
- César Ramirez
- Kmet
- Andrija " Maldini is my bitch" Balajic
- Katzirz
- Krpan (apesar de todo o esforço)
- Quim Berto (é mais embirração minha)

Cantinho do Morais disse...

Anónimo,

coitado do Robaina, oriundo do Tenerife. Foi campeão!! Uma vez vi-o jogar em Gouveia, perto da Páscoa, na inauguração da luz artificial do clube local.
No fim do jogo, dirigi-me ao Inácio (estava junto ao autocarro à espera dos jogadores) e só lhe disse: "Inácio, para sermos campeões, por favor não metas mais o Vinicius..."
Ele o Fidalgo (preparador) fartaram-se de rir!!
Esse clã sul-americano, ui. O Viveros ainda fez uns bons jogos pelo Lourinhanense (pré-Equipa B).


Pedro Sousa,
Só fez esse jogo bom. Nada mais. Aliás, jogou melhor pelo Metz contra nós do que por nós.


Jô,
O Dimas era mau demais. Há uma descrição do jogo Portugal-Inglaterra (o tal 3-2 no Euro 2000), em que Beckham diz que, no 1º golo da Inglaterra, fica muito surpreendido com excessivo espaço que o defesa-esquerdo de Portugal lhe dá para cruzar. Sabes quem era esse defesa-esquerdo? Pois...
E o jogo em casa com o Spartak de Moscovo para a Champions? Dimas on fire!!
Dimas jogou em muitos clubes mas tinha um problema, tinha de treinar. Era isso que o denunciava.
Dimas? como uma vez disse o Lippi quando a Juve o contratou: “Dimas? Isso é alguma marca de máquina de café?”

http://ionline.sapo.pt/419848?source=social

Lang disse...

Que injustiça falarem do piccolo baresi que até chegou a ser campeão pelo SCP. Faltam aí pelo menos o angulo, o barcos, o marcos, o pedrosa e os gajos que conseguiram boleia do carlos manuel quando alguém se lembrou de o trazer do salgueiros.

Podem dividir em 6 grandes grupos:
1. gajos que não jogavam a ponta de uma beata (purovic, hugo, leão & renato, marco almeida, barcos..)
2. jogadores não se impuseram por motivos disciplinares (Lang, elias, skuhravi..)
3. jogadores lançados demasiado novos que acabaram ou podem acabar por ter uma carreira boa/razoável fora do SCP (costinha, nuno Valente, sarr, heinze)
4. gajos trazidos da américa do sul para engordar a conta bancária do norton de matos (hanuch, kmet, gimenez, ramirez...)
5. gajos trazidos de qualquer lado para engordar a conta do inácio (weldinho, cissé, piris, hugo sousa, mahon...)
6. gajos contratados por outra secção mas que por qualquer acaso foram parar à porta do futebol profissional (purovic, saber, petrovic, oguchi onyewu...)

RG disse...

"Gelson não era nada ao pé do Oceano e, especialmente, do Vidigal.
Queria lembrar-me do Guentchev (recordo-me que veio com Iordanov) mas acho que nunca o vi o jogar. Carlos Miguel esteve quase, quase. Acho que foi mais um "flop" de que mau jogador. Um pouco como o Kmet. Ali Hassan... ui, o que te foste lembrar.."

Não acho...aliás gostei muito do profissionalismo e da forma como corria atrás de todas as bolas, infelizmente Gelson não teve no banco quem lhe ensinasse a correr apenas para o sitio certo e que mal tivesse a bola a devia dar a quem sabia...um pouco como Vidigal e Duscher.

Carlos tinha classe nos pés, mas isto de jogar no futebol brasileiro onde se joga parado e paradinho fez mossa quando cá chegou.

PS: Falando em argentino, Gimenez ou Marioni foi para mim alguém cujos treinadores não souberam aproveitar.

"Sim, o Rudolfo era um susto, mas o Costinha deu-me uma das maiores tristezas que vivi como adepto do Sporting, as derrotas em Salzburgo e em Viena"

Sim, não me esqueceço dessas visitas à Austria, mas Rodolfo metia-me medo, sempre que a bola estava perto da área o meu pequeno coração à altura, saltitava tanto com medo de sofrer golo...e isso mesmo com Costinha nunca mais senti.

SL

Cantinho do Morais disse...

Lang,

boa distribuição, nesses 6 grupos. Concordo com os títulos, um pouco menos com alguns dos jogadores (ex: Saber, Elias - e Sarr, Costinha - estes foram ou serão sempre maus). O Heinze até marcou nas Antas e veio emprestado, era complicado e, de facto, era muito novo.
Os do Salgueiros estiveram quase. Leão nunca me lembro de o ver jogar de verde e branco. Pedrosa safou-se porque fez uma 2ª parte de temporada de boa qualidade, ao comando de Octávio Machado.

O Norton era mais esperto que o Inácio (as comissões terão sido muito melhores porque isso eram jogadores de milhões), mas o conhecimento pelo futebol era o mesmo.


RG,

Tenho dúvidas que o Gimenez fosse mesmo jogador de futebol. Acho que foi um argentino turista que se apanhou, erradamente, no aeroporto. O verdadeiro terá ficado, eternamente, à espera da boleia.
O Costinha "fez-me" muito mal. O Rudolfo nem consigo me lembrar dos estragos. Devia ser da maneira mais soft com que vivia o futebol do Sporting.

RG disse...

Cantinho,

O Marioni foi dos melhores da história do Tenerife....e desde essa passagem por Espanha conseguiu, até terminar a carreira, marcar 102 golos em 214 jogos, o que não me parece assim tão mal...Mas ter um bom director ( Octávio ) como treinador não ajudou...

Rodolfo apareceu numa altura em que estava a começar a viver o futebol mais de perto e a desejar que o SCP fosse campeão para não aturar os colegas lampiões e, sempre que jogávamos e Rodolfo era o GR pensava sempre que tinhamos de marcar muitos golos, visto que a probabilidade sofrer também era muito elevada.

SL

Cantinho do Morais disse...

RG,

lá está, o Gimenez que veio para o Sporting não era jogador de futebol, já o que foi para o Tenerife. Confirma-se a minha suspeita :-) (a sério, sabia que tinha tido impacto no Tenerife, mas não tanto). Relembro que custou quase 900 mil contos (4,5M de euros). Uma fortuna há 20 anos atrás.

Além da incapacidade para defender, o meu receio era que ele começasse a tareia com todos dentro do estádio. O temperamento do Rudolfo...

SL

RG disse...

Cantinho,

De facto o uruguaio tinha esse temperamento bem vincado e com aquele bigode à Chalana ainda pior...eheheh!

Quanto ao Guentchev e respondendo a esta frase:"Queria lembrar-me do Guentchev (recordo-me que veio com Iordanov) mas acho que nunca o vi o jogar."lembro-me que apenas deixou marca numa taça da AFL onde fez os 2 golos da vitória sobre o SLB e com um desses golos a ser uma verdadeira obra de arte ( bicicleta ). Pensei que iria arrancar para um futuro como teve Balakov e Iordanov, no entanto ficou por ai...

Abraço

Cantinho do Morais disse...

RG,

é verdade, agora que mencionas, recordo-me desse jogo e desse golo. Essa competição era dos poucos locais onde o Sporting conseguia derrotar o SLB. Aliás, a 1ª vitória após tantos anos para o Campeonato, foi na 1ª transmissão de SIC naquele 2-0, com um golão madrugador de Balakov e um cabeceamento de Iordanov, no 1º ano de Bobby Robson.
Esse Guentchev depois foi vendido/cedido para um clubes inglês, creio.

RG disse...

Cantinho,

Sim, ao Ispwich Town!