quinta-feira, 1 de setembro de 2016

O "meu" Sporting - 30 anos de memórias

(adoro esta imagem. Além de pertencer ao plantel do 1º título que "vivi", é impossível não rir com as montagens nos reforços de Janeiro: Mpenza, César Prates e André Cruz)


Na ressaca de um dia em que só se falou de "contratações", "vendas", "empréstimos", decidi apresentar o meu plantel. Procurei e revirei 30 anos de memórias (o ponto de partida é a época 1986/87) e construí um plantel com 30 jogadores (excessivo, eu sei. É que é para apostar, também, na Champions League), 1 jogador por cada ano.

Tentei adoptar algum critério lógico. O 1º critério é a Qualidade Futebolística. Tentei centrar-me na Razão e não na Emoção. Critérios como "amor à camisola", "um verdadeiro leão", não entram. Aqui só entra a boa arte de praticar Futebol, puro e duro.
Um outro critério, difícil de seguir foi o de, por exemplo, que os 30 tenham jogado, pelo menos, uma época inteira e que eu os tenha visto ao vivo algumas vezes. Assim, admito que há 3 jogadores que quase não cabiam nesses requisitos: Vítor Damas, Manuel Fernandes e Cristiano Ronaldo
O dois primeiros estavam de saída, pela avançada idade. E não foi fácil vê-los tantas vezes ao vivo, pois eu ainda era muito novo para ser uma presença constante em Alvalade (6 anos). Já Ronaldo entra por ser o jogador mais mediático (e até o Maior) que o Sporting ajudou a produzir. Ainda o vi no velhinho Alvalade (Boloni podia tê-lo usado muito mais vezes...) e despedi-me dele, como todos, naquele dia quente de Agosto, em que inaugurámos a nova casa.  
Os 3, por aquilo que simbolizam dentro do clube, e porque os vi (uma vez que fosse), ao vivo, tinham mesmo de constar.

A lista final vai suscitar críticas mas, acima de tudo, um avivar de memórias. Isso é o mais importante. Admito que as laterais defensivas não serão consensuais e pode faltar aí um ou outra referência (Cadete, Oceano, Iordanov, Rui Jorge). Mas eram 30, não 50 (esse dia vai chegar, espero eu).

Estes são os 30, aqueles que me encheram as medidas e que gostaria que nunca tivessem saído.
 

Em primeiro plano está o 11 desse plantel. 
Os treinadores: Marinho Peres, Jozic e Jorge Jesus.
O equipamento: Stromp da Reebok e o Oficial da Umbro ou da Le Coq Sportif

17 comentários:

M. disse...

Stromp da Reebok -- e' a camisola que guardo com mais carinho de todas :)

Anónimo disse...

Caríssimo:

Por ser mais velho, vi mais jogadores que o meu amigo.
Pergunta: se está o Carlos Xavier, deixar Oceano de fora...
Nessa altura já não estaria Oliveira ou Jordão? Se calhar não, parece que foi ontem.

Obrigado pela memória!

Abraço,

JL

Cantinho do Morais disse...

Caro JL,

o Oceano, como jogador, cativou-me pouco. Reconheço-lhe mérito, dedicação e profissionalismo. Numa lista maior, entraria de caras. Contra si, tem aquela meia-final contra o Inter... ali, à minha frente, falhou 3 oportunidades... Sei que é injusto "culpá-lo", mas aquilo não me sai da cabeça.

Carlos Xavier até a lateral-direito era classe!
Oliveira e Jordão não são do "meu tempo". Do Jordão, só me recordo a jogar no Vitória de Setúbal, com Manuel Fernandes.
Já o meu pai, esse foi o trio que o encantou: Manuel Fernandes, Jordão e António Oliveira.

um abraço

MMS disse...

Cantinho,

Acho que faltam aqui alguns nomes (poucos!), mas sei que no teu caso não será por esquecimento: Rui Jorge (este o que me custa mais ver excluído), Hugo Viana ou Izmailov (este poderia ser excluído por ser traidor, admito isso, mas Liedson também andou pelo Porto e está lá). De Oceano já se falou.

Vujacic a DE nunca me agradou. E acho o Nelson melhor do que o Rogério. Mas isso são detalhes.

O que não consigo mesmo é incluir Luís Figo. Uma figura que não consigo mesmo suportar.

Um abraço

António Gomes disse...

Esquecer o Rui Jorge?

só pode ser esquecimento, especialmente metendo os outros dois.

MM disse...

Cantinho,

Exercicio bem ingrato. E um 11 extremamente forte. Näo ganharias a Liga dos Campeoes porque näo podes jogar sem miolo mas alguns jogos em Alvalade golearias por mais de 8 ou 9. Deixo-te o meu 11 que näo e melhor do que o teu mas que se habilitaria a ganhar qualquer trofeu onde participasse.

11 portugues, para ser mais interesante:
Tiago, Rui Jorge, Beto, Ilori, Carlos Xavier, William, Joao Moutinho, H. Viana, Luis Figo, Joao V. Pinto, Manuel Fernandes.

So com estrangeiros:
Schmeichel, Tello, Marco Aurelio, Valckx, C. Prates, Rinaudo, Duscher, Markovic, Balakov, Yazalde e Jardel.

O meu favorito, para demolir ou ser demolido:
Ivkovic, Paito, Aurelio, Valckx, Prates, Oceano, Carlos Manuel, Carlos Martins, Oliveira, Saucedo, Ouattarra

Ha aqui arranjos para se fazer mas o esboco seria esse.

RG disse...

Cantinho,

Na minha modesta opinião faltam Paulo Torres, mesmo com limitações não me lembro de ver melhor na lateral esquerda, Quaresma ( que não fosse a pouca vontade de trabalhar era claramente o melhor que tinha saído da nossa academia ) e Douglas, que tinha uma classe tremenda. No ataque não me poderia esquecer do polaco Juskowiak!

SL

Leão de Alvalade disse...

Cantinho,

Vou começar pelas camisolas: a da Le Coq Sportif. Era um miúdo quando o Sporting jogava com esse equipamento que coincidiu com a minha estreia em Alvalade.

É desse tempo também que guardo memória daquele que foi o melhor trio de ataque que o Sporting já teve: Manuel Fernandes, Jordão e Oliveira.

Depois há melhor dupla que vi jogar: João Pinto e Jardel. Sobre o português devo-te confessar que era um dos meus ódios de estimação depois daquele episódio Jorge de Brito/Cintra, cujo epílogo ficou assinalado com um piscar de olhos ao Carlos Queiroz, em pleno Alvalade. Já depois disso vi-o jogar nas Antas, onde os vermelhos foram ganhar a Taça de Portugal com o Erikson. O homem levou tanta porrada do Paulinho Santos mas respondia sempre com enorme classe. Foi aí que percebi que era de facto um grande jogador, o que comprovei em Alvalade, embora já não fosse preciso.

Aceito o prémio ao Rui Patrício mas Schmeichel é Schmeichel e o Damas ainda ninguém conseguiu mudar de sitio no meu altar. :-)

É por essas e por outras que desisti de fazer estas listas. Abraço.

LMGM disse...

Estive a falar com os meus investidores e arranjei aqui um plantel para vencer o teu (seguindo os teus critérios).
Meszaros/Ivkovic
Rui Jorge/Fernando Mendes
Valckx/Duilio Laranjeira/Eurico
Cedric/César Prates
Paulo Sousa/Peixe/PBento
Douglas/Jaime Pacheco/Negrete
Quaresma/Mário Jorge/Oliveira/Litos
PCascavel/Gomes/Jordão/Sá Pinto
Quando é que é a primeira jornada? Até te dou o primeiro 11 de graça!
Meszaros, Rui Jorge, Eurico, Valckx, Cédric, Paulo Sousa, Mário Jorge, Jaime Pacheco, Oliveira, Cascavel e Jordão
Rola a bola!!!!

Cantinho do Morais disse...

MMS,

grande abraço, faz tempo que não te vejo por estes lados "blogosféricos"!
Rui Jorge... admito que podia estar na lista. Grande dedicação e foi muito, muito importante. Mas a jogar, gostei mais dos outros. Achava-o muito previsível a jogar. Claro que gostava de ter, hoje, um Rui Jorge no plantel. Mas, para mim, não foi o melhor.
O critério principal é qualidade e, aí, Izmailov podia entrar (mas não o achei melhor que os outros que estão no seu lugar). Dedicação ficou de fora. Figo era enorme. A evolução que teve com Robson (e Spry) elevou-o a patamares de excelência. Se é do Sporting? Acho que não, mas a jogar (ainda tenho a memória da eliminatória com o Real Madrid, onde foi rei).
Curiosamente, o Vujacic só me enchia as medidas (e muito) a defesa-esquerdo. No dia que voltou a central, um tal de JVP tirou-nos um título... (claro que ajudou o Peixe estar castigado - grande Carlos Valente!)

um abraço

Cantinho do Morais disse...

António Gomes,

não foi esquecimento, é uma opinião (que sabia seria a das que ia gerar mais controvérsia).


MMS,

o Markovic ainda não jogou e já está no 11? Esperemos que sim...
Já tenho um plantel só com flops. Sairá dentro de dias. E também estou a fazer um só com a formação. Como é óbvio, muitos desses nomes vão constar.
Tenho pena de não ter arranjado lugar para o Valckx.


RG,

Paulo Torres fará parte do plantel "Formação".
Douglas, apesar da classe que falas, sofre do mesmo mal do Oceano. Duas histórias: o penalty escusado feito em Milão, que dá o 1-0 para o Inter (o jogador está quase fora da área e de costas para a baliza); a minha 1ª derrota ao vivo foi para a Taça de Portugal, contra o Marítimo (1-2). Douglas falhou um penalti... (e também marcou um grande golo).
Aquela derrota, não fez sentido para mim. Derrotas só na Tv, não ao vivo.
Juskowiak? Demasiado lento e só contra o Boavista é que fez história. Para mim, tem muitos à frente dele.

um abraço

Cantinho do Morais disse...

Leão,

que pena que tenho de nunca ter visto esse trio... relembro que Niculae, Jardel e JVP foi equiparado a ele.
JVP subiu demasiado na minha consideração quando foi obrigado a ler um comunicado, supostamente escrito pelo plantel do SLB, após a derrota em Vigo. Pensei, "porra, isto é demasiada vergonha e este gajo tem de assumir isto."
Foi um leão exemplar e relembro que se arrependeu de não ter querido renovar, indo para Braga.

Um abraço

Cantinho do Morais disse...

LMGM,

há aí muita gente que não vi jogar (até podia ser nascido, mas até aos 6 anos é como se não contasse): Eurico, Laranjeira, Meszaros (só no Vitória Setúbal), Jaime Pacheco e Sousa (só no Porto).
O Cascavel, foi daqueles que esteve na lista até ao fim, mas foi trocado pelo Liedson (a longevidade no Sporting venceu).

Se conseguir levar a bola ao último terço do campo, ganho. Se a luta do meio-campo for do teu 11, aí ganhas tu.
Bora lá!!

SL

LMGM disse...

A boca à época era, "Laranjeira, Nogueira, Oliveira e Oceano, a defesa perfeita, se a bola não bater nas árvores cai na água!"

Com Meszaros, Valckx, Paulo Sousa, Oliveira e Jordão não tenho medo de ninguém!

Minto, aquele tal de William que tens na tua equipa é capaz de me dar trabalho...

O meu "ver" com os olhos é muito relativo, estava a centenas de kilómetros de Alvalade, mas ouvia tudo!!!! Depois há aqueles pormenores da vida, vi dezenas de treinos de pré-época do Meszaros em Faro, no aquecimento a marcar penaltys era fantástico, as bolas iam todas ter fora do estádio!!

Com Oliveira tenho a divida eterna de me ter tornado Sportinguista, ele, Manuel Fernandes e Jordão, mas primeiramente Oliveira, génio. Vi o primeiro treino que deu em Coimbra pela Académica, faltei às aulas de propósito... foi o pior treino a que já assisti, até que ele pegou na bola... passou quem lhe apareceu pela frente, sentou o guarda redes, voltou para trás, rematou e marcou golo. No final virou-se para os seus jogadores e disse "É isto que eu quero que vocês façam!" seguido de mais um chorrilho de insultos.

Levantei-me e fui embora, já tinha visto o que queria e não estava interessado em aturar mais aquele personagem que estava por baixo da pele do meu herói.

Cantinho do Morais disse...

Ganda estória essa do treino do Oliveira em Coimbra. Faz lembrar a cena mítica do Pelé no "Fuga para a Vitória"

https://www.youtube.com/watch?v=os8FxkBTYu0

Eu 36 anos e era impossível ter assistido a esses jogadores, mesmo que eles ainda jogassem no Sporting quando eu já existia. Daí ter escolhido os últimos 30 anos.
Os 7-1 marcam o início de uma atenção a sério. Já antes tinha olhado e sofrido pelo Sporting, mas não com a mesma intensidade.
A 1ª memória é a derrota por 5-0 na Luz. Grande tristeza que tive (nem na primária andava).

Peyroteo disse...

O Jordão?

Cantinho do Morais disse...

Caro Peyroteo,

infelizmente, só consegui ver jogos do Jordão já no Vitória de Setúbal.
Os relatos do pai e de muitos outros que tiveram o privilégio de o ver jogar pelo Sporting são entusiasmantes, mas um dos critérios desta lista era "eu ter visto jogar ao vivo". Não vi.
Claro que já me perdi pela net, vendo muitos resumos. Fantástico jogador.