domingo, 14 de maio de 2017

Ide em paz (e quem quiser que vos acompanhe)


Que o Sporting não tem treinador (para mim, acabou depois do jogo em Tondela, quando não quis ver a solução e o futuro), já todos percebemos. Veremos é se ainda temos Presidente...

À saída de mais uma época desastrosa e a escassas semanas de entrar numa nova (que não augura nada de diferente ao que estamos habituados), gostava que me esclarecessem umas dúvidas:

- qual a diferença entre um Bojinov e um Castaignos?
- qual a diferença entre um Gauld e um Rubio?
- qual a diferença entre um Onyewu e um Sarr?
- qual a diferença entre um Boulahrouz e um Douglas?
- qual a diferença entre um Xandão e um Ciani?
- qual a diferença entre um Miguel Lopes e um Schelotto?
- qual a diferença entre a má venda do Carriço e a má dispensa do André Martins?
- qual a diferença entre um Ventura e um Jug?
- qual a diferença entre um Joãozinho e um Marvin?
- qual a diferença entre um Elias e um... Elias?
- qual a diferença entre o gasto cego e despropositado num Pongolle e num Alan Ruiz?
- qual a diferença entre a insistência cega num Capel ou num Bryan Ruiz?
- qual a diferença entre um Pranjic e um Markovic?
- qual a diferença entre um Gelson Fernandes e um Petrovic?
- qual a diferença entre um desterro para Israel do Adrien e 3 empréstimos (sem justificação) de Iuri?
- qual a diferença entre a má venda de João Pereira em 2012 e a péssima dispensa em 2017?
- qual a diferença entre ter um Dier preso só por 5M ou vender um Cédric por 5M?

Até ver, a diferença é só uma: um vergonhoso 7º lugar...
É isso que segura esta Direcção e é isso que ainda se usa para argumentar a favor de quem tem feito tão pouco pelo sucesso desportivo deste clube.
Ah... e também há um Pavilhão, mas esse foi pago pelos sportinguistas, por isso não deveria contar.

É tempo da Direcção dirigir, a sério, o clube. Um clube que é histórico mas que (já) não é Grande.
#MaldiçãoJoãoRocha

Espero sinceramente que Luís Martins já esteja a preparar a próxima época (com Jesualdo Ferreira, se fosse possível). 
Não peço um Sporting campeão. Peço Respeito, Humildade e Trabalho. Não deve ser assim tão difícil.


ps: em quase 25 anos de sócio e 30 como adepto, o Sporting já me deu quase todas as "alegrias" possíveis: 
- derrotas e eliminações humilhantes contra equipas do 3º mundo futebolístico; 
- derrotas e goleadas contra rivais históricos; 
- perder final da Taça com a Académica; 
- perder final europeia em casa, apesar de estar a vencer; 
- perder a Liga a duas jornadas do fim; 
- eliminações da Taça, em Alvalade, contra equipas de escalões inferiores; 
- derrotas consecutivas; 
- 7º lugar;

Como adepto, poderia pensar que já vivi de tudo. O pior é que o Sporting tem sempre a capacidade para nos surpreender. E um dia virá algo pior do que tudo isto que mencionei. É esperar, eles conseguem...

17 comentários:

joao santos disse...

O Morais, estás é com saudades dos tempos do Godinho Lopes. Comias muitos croquetes à pala do Sporting ?

Cantinho do Morais disse...

El Pirata,

se quiser reformular o seu comentário, mas sem insultos, esteja à vontade. Discutiremos o que quiser (e souber), mas à base de insultos é que não. Há outros espaços para isso.


joao santos,

não, não tenho saudades desses tempos. Daí o avivar da memória no sentido de se perceber que se estão a cometer muito dos mesmos erros do passado (e que eu julgava não voltar a viver).

"Comias muitos croquetes à pala do Sporting ?"

Bem sei que se tem mantido o hábito de se viver (e enriquecer) à custa do Sporting, mas era bom que deixássemos isso de vez, não acha? Que mania esta de se achar que só se pode ser do Sporting se o pudermos sugar. Era mais uma das coisas que pensava que não voltaria a ver.

SL

T W disse...

Há que olhar para a aposta do Jesualdo nos jovens da formação com os factos incontornáveis dos números.
Contando os jogos após o despachar do entulho e o lançamento de jovens, foram 13J 7V 2E 4D. Pouco mais de 50% de vitórias. Sinceramente não vejo nada que me entusiasme.

RMSCP disse...

Não compreendo como é que é possível que um treinador que eu sempre considerei ser dos melhores que por aí andam consegue regredir tanto de um ano para o outro. Consigo perceber que nem sempre as coisas corram pelo melhor mas isto está muito abaixo do mínimo aceitável. Cada vez mais acredito que este clube tem o vírus da incompetência e cada pessoa que lá entra é contaminada pelo mesmo. Qualquer dia temos que ir à bruxa... Não consigo encontrar outra explicação.

Zero confiança para a próxima época. Espera-se uma redução significativa na afluência ao estádio (se calhar a começar já no próximo jogo).

O JJ vai continuar (já não sei se isto é bom ou mau) até porque a sua dispensa seria muito dispendiosa. Sem querer defendê-lo, não acho que o fracasso desta época se possa resumir ao treinador (que esteve MUITO mal). A direcção e os próprios jogadores não foram minimamente competentes.


"Até ver, a diferença é só uma: um vergonhoso 7º lugar..."

Não fosse o registo de golos incrível do Bas Dost e não teríamos ficado muito longe disso...

Cumps

França disse...

Que é isso de croquetes? qual a diferença para os dias de hoje?
Lembro-me de esta direcção dizer q os croquetes se deitavam debaixo do porto....e agora fazem alianças.

fullrise disse...

Que o Sporting tem capacidade para nos continuar a surpreender, infelizmente pela negativa, não tenho a mínima dúvida de isso. É notório que este clube não sabe ganhar (ou não quer), tão pouco tem pessoas para isso.

Não temos treinador, ou o treinador "não quer" ? 3 meses antes e já JJ começou a sacudir a água do capote ao dizer que não vai ter jogadores para preparar a pré eliminatória da CL....

O que faria um presidente com tomates? Começava tudo do zero? Não sei se este tem assim tão grandes tomates.

Tenho muitas dúvidas que esta direcção resista a outro Dez/Jan como o deste ano.

Cantinho do Morais disse...

T W,

números modestos, mas temos de ver o contexto em que aconteceram:
- equipa caminhava para a II Liga
- foram júniores e jogadores de 1º ano sénior que jogaram
- os laterais ainda eram piores que estes (Miguel Lopes e Joãozinho)

Mais do que o Jesualdo, é o seu perfil. Alguém experiente, com qualidade e capaz de traçar um plano a médio e longo prazo entre a Formação e a Equipa A.

O modelo, como está, não resulta.
O SLB só perderá quando quiser. Assim, teríamos tempo para fazer algo estruturado, com tempo, com raiz na Academia e Formação.

SL

Cantinho do Morais disse...

França,

estão-se a tomar decisões e a seguir rumos que, num passado recente, nos levaram ao abismo.
Croquetes ou Brunetes, pouco importa. Quem fica pior (e sem espaço e físico para se reerguer) é o mesmo de sempre, o Sporting.


RMSCP,

JJ foi uma desilusão. Pensei que era a nossa solução, mas não quis ser.
Quem toma as decisões que toma, já vai além da incompetência. Há algo premeditado. Há jogadores que não rendem porque não têm capacidade (uns física, outros técnica, outros motivacional).

Eu acho que ele quer ir embora. E já terá o seu futuro. E acho que está a fazer por isso. Não nos podemos arrastar nisto. Ele quer derrotar o SLB, mas sabe que não o consegue fazer neste Sporting.

Responsáveis pela derrocada:
- Direcção
- Treinador
- Jogadores
- Nós (sim, também temos culpa - apoiamos em demasia)

SL

Cantinho do Morais disse...

"3 meses antes e já JJ começou a sacudir a água do capote ao dizer que não vai ter jogadores para preparar a pré eliminatória da CL..."

eu avisei que a pré-eliminatória seria "mel" para JJ e seus pares. Será o argumento principal para pedir um novo camião de jogadores, todos eles "experientes" e com "cultura táctica defensiva". Tudo aquilo que, para ele, não existe nos quadros actuais do Sporting.

Perante isto, ou temos Direcção, ou não temos.
O post fala nisso.


"Tenho muitas dúvidas que esta direcção resista a outro Dez/Jan como o deste ano."

Até no Sporting a paciência pode-se esgotar.

SL

jorgen80 disse...

Todas elas questões mais que pertinentes. Mas se tivessem na luta pelo título, viriam com o fado da arbitragem. Só quando batem com a cabeça na parede com muito estrondo é que são capazes de distinguir a ilusão/o wishful thinking- a culpa é sempre dos outros- do real- há que assumir a responsabilidade.

O Sporting, neste momento, está completamente perdido em termos de identidade. Nem eu sei o que é o Sporting, hoje por hoje. Mais perdidos que na época do Godinho.
Mas quando se dá 90 por cento dos votos a um Presidente, não haverá dúvidas, por certo...

RMSCP disse...

Cantinho,

Eu acho que estamos a chegar a um ponto em que nem com o Messi, CRonaldo, etc e o Guardiola a treiná-los éramos campeões. A únicas coisas que parece que conseguimos fazer com qualidade são dar tiros nos pés e iniciar sequências de auto-destruição.

Cumps

Cantinho do Morais disse...

RMSCP,

sem dúvida.
Schmeichel disse que no Sporting, depois de se vencer o título de 1999/2000, sentaram-se todos à mesa e carregaram no botão de auto-destruição.

É o nosso ADN...

SL

Vítor Cruz disse...

Conforme já comentei noutro Blog vejo evidentes indícios de que o grupo não acredita em J.J. e este é de facto o maior problema actual do Sporting e o responsável por tantos insucessos. Os Atletas já não acreditam em J.J. e já não confiam na sua competência. J.J já perdeu o balneário. Quem jogou futebol, pelo menos nos campeonatos da F.P.F. deve recordar-se dos sentimentos de frustração e fadiga emocional nos jogos que se seguem com derrotas, com a descrença dentro da "alma" e sobretudo quando se instala a descrença no nosso líder-treinador aquele que nos dirige do banco. A equipa do Sporting, e sobretudo o seu capitão, luta porque tem que lutar, esforça-se sem sucesso e sem convicção, porque já não acredita no sucesso. É inútil e nefasto até lançar sobre os atletas acusações de menor empenho e entrega. A este nível competitivo isso é falso e desvia-nos do centro do problema. A questão agora é: se os atletas já não confiam no treinador como será o futuro? BdC tem um grande problema pela frente, que ele próprio também criou. Nenhuma solução que tome será boa. Quanto muito será a menos má.

T W disse...

Oh Morais
Não tentemos dourar a pílula.
Primeiro não estávamos a caminho da II Liga. Quando passámos à aposta na juventude estávamos em 11º. No campeonato português o 11º nunca foi lugar de descida.
O que estamos a falar é de uma equipa que não foi capaz de ombrear com o Estoril, o Rio Ave, o Braga e o Paços. Imaginemos o que seria se tivessemos que ombrear com o Benfica e com o Porto. Acha mesmo que a pressão é menor na luta pelo título?
Um projecto a longo prazo baseado na formação está condenado ao insucesso, já que cada vez que aparece um CRonaldo um JMario ou um Nani não temos arcaboiço financeiro para os manter e lá temos que recomeçar tudo.
No Sporting terá que ser um projecto misto. jogadores da formação com jogadores contratados.
Aonde temos que melhorar e muito é no scouting. Temos que ser capazes de descobrir os Bas Dost, Slimani, Coates ou mesmo Teo. Essa tem que ser a regra e não a excepção.

Os jovens na primeira equipa têm que ser lançados com muita calma. Eu já não sou muito novo e já vi aquela bancada queimar muitos jovens. Você não faz ideia do que me doeu ver o Nuno Valente ser campeão europeu no Porto depois de ter sido enxovalhado pelos adeptos do Sporting. Ou lembrar-me das considerações sobre a qualidade futebolística do Gabriel Heinze.
Nem todos têm a capacidade mental do Rui Patrício para superar as barbaridades que ouvem.

Anónimo disse...

Este Sporting passa a vida a falar dos outros. E chega ao fim do campeonato e não consegue reconhecer quem foi melhor. E continua a arranjar desculpas. Na próxima época, com a aliança com o Corruptos é que é! Outro que não consegue reconhecer que o Benfica foi melhor. E assim nunca melhoramos.

Anónimo disse...

Caro Cantinho...se puderes reflecte e depois diz algo, se assim o entenderes!?!?!

Estou triste e o dia de ontem foi frustrante.Mas sei como é dificil ser sportinguista e viver num país vermelho em que a vitória do Benfica “ajuda a economia”.Temos o governo(viram ontem a alegria de Costa e Centeno?),APAF,CD,FPF,jornais e televisão,GNR,PJ,PSP e Ministério Público todos a fazerem o que podem para “ajudar” o país.
Então escolhemos o clube errado?Se fossemos do clube do sistema tínhamos alegrias todos os dias não é verdade?
Não me lixem!
Há negócios e promiscuidade,há interesses protegidos e nada se investiga a fundo.Os processos são abertos e arquivados de seguida.
há cursos para jovens árbitros,
há delegados e observadores escolhidos a dedo em jogos decisivos,
há observadores que atribuem notas fabulosas a más arbitragens,e “arrumam” com árbitros “hostis”.
há TV do clube(único caso na europa)que transmite os jogos e omite imagens que possam por em causa determinadas arbitragens "amigas",e repetem até a exaustão erros que os prejudiquem.
há a ausência do 5º amarelo para jogador que passa dezenas de jornadas com 4,
há as grandes penalidades e vermelhos não assinalados,durante toda a época,
há o interesse nos jogadores do próximo adversário,
há clubes que aceitam jogar os seus jogos,em casa e a eliminar,em outros estádios
há as paletes de jogadores para emprestar pelos clubes amigos,
há adversários que elogiam o presidente encarnado(é um senhor!)e equipes que jogam o jogo pelo jogo sem autocarros.”
há 30 milhões pagos em comissões para de forma “transparente” promover jogos da mala, vouchers,observadores,jogadores "balas para canhão" e outros "serviços de intermediação",
há 50 bilhetes para o presidente da APAF,
há castigos da CD no timing certo para os rivais,
há arbitragens "certeiras” para os rivais em jogos a eliminar,
há árbitros em cursos da APAF que festejam golos sofridos pelo Sporting sem qualquer pudor ou vergonha,
há árbitros a chegarem a internacionais apitando meia dúzia de jogos e sem nunca terem apitado um grande.
há almoços a borla para árbitros e familiares na Catedral da Cerveja,
há publicidade na TV à Liga dos Campeões entre outros clubes que não o SCP mas que gozam com o presidente,treinador e diretor do SCP.
há reportagem sobre o cancro que utilizam os Sportinguistas no estádio de Alvalade como imagem(deplorável e enojante).
há notícias difamatórias nos jornais colocadas cirurgicamente sobre o SCP.
há cartilhas de ódio e mentiras sem qualquer suporte ou investigação,que as televisões e jornais não rejeitam contrariando a sua própria ética profissional,
há castigos para clubes que entoam cânticos aos lampiões enquanto saem impunes os imitadores de very-lights,
há droga encontrada em viatura do clube na posse de um diretor e que só é divulgado após a demissão do mesmo,
há claques ilegais protegidas pelo presidente do clube,
há inspetores e ex-inspetores da PJ(Antonio Correia de Oliveira,Duarte Oliveira Martins, José Vasconcellos e Sousa,Sérgio Pinto,Luis Coelho Ribeiro,Luis Óscar Morais,Rui Gomes Girão,José Coelho da Costa,Vitor,Gonçalo Amaral,Miguel Albuquerque Lemos...)na comissão de honra da candidatura de um presidente,
há Rui Pereira,membro do Conselho Superior do Ministério Público e colaborador da BTV e CMTV,
há selecionadores das formações que convocam o dobro de jogadores do penúltimo colocado facilitando assim a ascenção com internacionalizações para determinados "craques de 15 milhões por cabeça",
E temos o Camarote Leonino e o A norte de Alvalade a fazerem a mesma campanha odiosa dos lampiões com o desgaste diário da imagem do nosso presidente,provavelmente para que os interesses croquetes regressem à Alvalade!
Basta ir a internet e encontramos esta informação...
Há tanto para voltarmos a nossa raiva mas é mais fácil JJ e BC...
Agora com sinceridade,acham que basta ter um bom treinador e jogarmos bem para sermos campeões?!?!?
Eu apoiarei sempre o Sporting,seja no futebol ou nas modalidades que também são o nosso ADN!



SL

Anónimo disse...

Boa noite, respondendo a parte deste artigo relativamente à "comparação" entre jogadores, a explicação é simples, chama-se comissões.
De resto o JJ está a fazer tudo por tudo para ser despachado. Só a talhe de foice então perdemos com o Feirense (+ uma vergonha) é o querido líder nada? Nem um post??? Mas tempo para fazer um vídeo com a acompanhante para o Talo temos tempo....o clube que eu presído perdeu... não faz mal o ordenado não se perde a caminho da conta.
João Silva